BELÉM: Criança acorda e pede água no meio de seu velório

Uma criança de dois anos acordou, sentou no caixão e bebeu um copo de água durante seu próprio velório no sábado, em Belém, segundo parentes e pessoas presentes no local. Depois disso, o menino Kelvys Simão dos Santos foi levado para o hospital, mas chegou morto.

A Polícia Civil do Pará investiga se houve erro médico na declaração da “primeira morte”, mas, na ilha de Cotijuba, em que o fato ocorreu, há quem diga que foi um milagre ou algo sobrenatural. Havia cerca de 50 pessoas no velório.

Kelvys foi internado em um hospital estadual com febre e falta de ar na sexta-feira. À noite, o hospital constatou a morte da criança. A declaração de óbito aponta como causa da morte insuficiência respiratória, broncopneumonia e desidratação.

As cavidades de seu corpo foram tamponadas e Kelvys foi colocado em um “lençol de cadáver”, que é uma espécie de saco plástico, para depois ser levado à funerária.
Segundo o hospital, ele passou cerca de três horas sem poder respirar. A família, porém, diz que retirou os algodões de suas narinas e boca e abriu o saco plástico.

Durante o velório, segundo a pastora Maria Raimunda Batista, ele “estava se mexendo o tempo todo”.

O pai do menino, o agricultor Antônio dos Santos, diz que por volta das 14h as pessoas presentes começaram a fazer massagem cardíaca no menino, até que ele cuspiu restos de algodão que haviam sido colocados em sua boca.

Logo depois, diz, o menino sentou no caixão e disse “Pai, água”.

“O povo entrou em pânico, a avó dele desmaiou. O pai e a mãe dele ficaram muito felizes”, disse a pastora. O menino foi levado ao hospital imediatamente, segundo o pai, mas já chegou morto.

INVESTIGAÇÃO

O pai do menino diz acreditar que a criança reagiu aos medicamentos que haviam sido dados no hospital na tentativa de ressuscitá-lo depois que o óbito já havia sido declarado, e por isso acordou no velório.

A direção do hospital afirmou, em nota, que só será possível esclarecer o episódio caso o corpo da criança seja exumado.

De acordo com a Polícia Civil, a depender dos depoimentos colhidos na fase preliminar da investigação pode ser determinada a abertura de inquérito e feito o pedido de exumação.

O hospital deixou a investigação a cargo da polícia. “Se a criança estivesse viva, ela não ia aguentar ficar tanto tempo tamponada. Por isso que achamos estranho e queremos também uma explicação”, afirmou a diretora do Hospital Regional Abelardo Santos, Vera Cecim.

ASSISTA A REPORTAGEM:
Fonte: Folha UOL/Umarizal News

16 comentários:

  1. ESSA CRIANÇA NÃO ESTAVA MORTA! MEU DEUS! QUEM SABE ESSA CRIANÇA ERA PARA ESTAR AI VIVA!









    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso foi erro do ser humano,não foi nem um fato sobrenatural!eles erraram e por consequência disso a criança acabou morrendo de verdade...

      Excluir
  2. Nossa , isso eh muito estranho em , mais quem sabe de tudo eh só oh nosso Deus , int eh melhor deixar tudo nas mãos dele. 😳

    ResponderExcluir
  3. que loucura!!! se nao me engano tem uma doença que parece que a pessoa morreu, mas na verdade nao morreu, e aí volta!
    talvez tenham dado muito cedo o diagnostico, o hospital podia observar por 24 horas (seila) pra poder liberar o "corpo".

    ResponderExcluir
  4. https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Catalepsia_patológica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. parabéns bando de idiotas médicos si acham ser médicos de verdades em pleno século xx acontecem absurdos como estes principalmente nesses estados pobres onde não há fiscalização e a banalização corre solta e o povo sofre nas mãos desses trogloditas políticos e não há o que fazer a não ser jogar bomba lá em Brasilia de preferencia bomba nuclear e acabar com essas escorias antes que eles acabam com a gente, mas um dia quem acredita em Deus ele punirá a quem pratica o mal contra as pessoas de bem.

      Excluir
  5. Ele pode ter tido catalepsia (parece que morreu, mas não morreu).
    Desejo que ele tenha morrido mesmo para não acordar novamente dentro do caixão, agora fechado, embaixo da terra e sem ninguém para ajudar...
    Que triste!

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. começando achar que direitos humanos só servem para aqueles que nao prestam "bandidos" mas para as pessoas de bem ta meio difícil.... raivaa

      Excluir
    2. Estão nos presídios cuidando de ladrões, bandidos e estupradorese, esse é o Brasil

      Excluir
    3. Estão nos presídios cuidando de ladrões, bandidos e estupradorese, esse é o Brasil

      Excluir
  7. MENTIRA DAS MAIS CRUÉIS. Falta do que fazer. O menino morreu mesmo, não acordou, não pediu água. Foi investigado tudo.

    ResponderExcluir

SEGUIDORES