02 janeiro 2015

Vereador de Janduís morre de parada cardíaca horas antes de assumir a presidência da Câmara

O presidente eleito da Câmara Municipal de Janduís, vereador Fábio Dantas Britto, 44, faleceu no início da tarde desta sexta-feira, 2, no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, onde estava internado há 24 horas.
Fábio, que ia assumir a presidência do PSD municipal, iria tomar posse hoje,2, na presidência da Câmara Municipal de Janduis, em substituição do vereador Eduardo Tomé, para o biênio 2015/2016.
Entretanto, na manhã desta quinta-feira, 1, sentiu dores fortes e foi levado para o hospital. O vereador foi transferido para o HRTM, onde chegou sentindo fortes dores no baixo ventre (perto da virilha).

A princípio, os médicos desconfiaram que as dores seriam ocasionadas por uma infecção urinária. Porém, não houve uma certeza desta patologia. O vereador continuou reclamando de dores.
Com problemas renais, Fábio Dantas inicialmente teve o quadro estabilizado na quinta-feira, 1, porém nesta sexta-feira, 2, teve uma forte crise renal e que teria evoluido para uma parada cardio respiratória, levando ao óbito. Dores da morte
Fábio Dantas passou mal quando acompanhava de sua casa o sepultamento do conselheiro tutelar João de Pitta, seu grande amigo e paseiro de trabalho, em Janduis, que também morreu de forma misteriosa. João de Pitta tinha 38 anos e sentiu dores e morreu rapidamente.
A eleição realizada para escolher a mesa diretora ano passado, conforme o atual presidente Leandro Tomé, é válida e a sessão de posse seria realizada às 16h desta sexta-feira, 2. O fato trágico, vamos conversar com o jurídico e segunda-feira tomamos uma decisão. “A princípio eu que sou o vice-presidente eleito devo assumir, assim como aconteceu com José Sarney que assumiu com a morte de Tancredo Neves antes da posse”.

Por DeFato

Nenhum comentário:

Postar um comentário