04 abril 2017

Emissão de CNH será suspensa temporariamente no RN

Entre os dias 11 e 17 de abril, todos os serviços ligados ao Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach), como emissão e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), serão suspensos temporariamente no Rio Grande do Norte.De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito do RN, a interrupção se deve à migração de dados do Renach, que está integrado com todos os 93 Centro de Formação de Condutores (CFC) do estado e demais centrais que ofertem os serviços.
A mudança ocorre em função de licitação realizada pelo Detran-RN para o gerenciamento do banco de dados, que teve como vencedora a empresa Thomas Greg & Sons. Com isso, a VALID, atual responsável pela operação do sistema e que não obteve êxito no processo licitatório, deverá realizar a migração para a nova empresa dentro do prazo estipulado pelo órgão de trânsito. Tanto o valor do contrato firmado com a Thomas Greg & Sons quanto o período em que a empresa está autorizada a operar o sistema Renach no estado não foram divulgados pelo Detran-RN. Conforme o presidente do Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores do RN (SIPROCFC-RN), Eduardo Domingo, durante a realização da permuta, os 93 CFC's do estado ficarão inviabilizadas a realizar qualquer atividade referente à CNH. Por mês, são emitidas cerca de 3.500 documentos através das auto-escolas. "Essa migração vai fazer com que todo o sistema fique fora do ar. Não tem como emitir as carteiras", disse. Segundo o coordenador de registro de condutores do Detran-RN, Rubim Neto, o período escolhido para a permuta entre as empresas teve como objetivo minimizar o prejuízo a quem necessita de algum serviço ligado à habilitação. "Escolhemos esse período pois não temos como fazer de outra forma. Inclusive, essa migração pega um feriado e um final de semana. Portanto, serão quatro dias úteis de interrupção", justifica. A mudança também deverá reforçar a segurança do processo e emissão de CNH. "Antes, somente as provas práticas eram monitoradas com câmeras. Nessa licitação, conseguimos fazer com que as provas teóricas também tenham 100% de monitoramento. Será uma mudança para melhor, mais segura e que evitará fraudes", afirma Rubim Neto. No entanto, o presidente do SIPROCFC-RN, Eduardo Domingo, destaca que a suspensão, mesmo temporária, ocasionará transtornos tanto às auto-escolas quanto à população. "Imagine quantas habilitações deixaremos de emitir. Em uma crise dessas, vamos ficar no prejuízo. Queremos que a população entenda que a culpa não é das auto-escolas. Não temos o que fazer", disse. Segundo o Detran-RN, as mudanças se restringem somente ao sistema Renach, que deverá retornar à normalidade no dia 18 de abril. O Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) não será afetado.

* Jair Sampaio via Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário