12 abril 2017

FHC recebeu ‘propina’ nas campanhas de 1993 e 1997

 
Patrono da maior empreiteira do País, Emilio Odebrecht revelou em delação premiada ter pago ‘vantagens indevidas não contabilizadas’ às campanhas presidenciais de Fernando Henrique Cardoso.
1993 E 1997
“Trata-se de petição instaurada com lastro nas declarações prestadas pelo colaborador Emílio Alves Odebrecht, o qual relata o pagamento de vantagens indevidas, não contabilizadas, no âmbito da campanha eleitoral de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República, nos anos de 1993 e 1997”, narra o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal.
FHC foi eleito presidente pela primeira vez em 1994 e reeleito em 1998.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário