GREVE GERAL DEVE TER MAIS DE 80 ATOS EM TODO O BRASIL NESTA SEXTA-FEIRA (28)

A CUT (Central Única dos Trabalhadores) emitiu um comunicado na tarde desta quinta-feira (27) com uma lista de 88 atos programados em todo o País.

A greve geral, convocada para esta sexta-feira (28), é uma crítica à reforma da previdência, que será votada no dia 2 de maio por uma comissão especial, e à reforma trabalhista, aprovada nesta quarta-feira (26) na Câmara dos Deputados.

No Distrito Federal, 21 manifestações foram convocadas pelo menos 24 categorias, entre elas jornalistas e radialistas. No Paraná, pelo menos 22 categorias, entre elas marmoreiros, vigilantes e bancários, anunciaram a paralisação e 15 locais, na capital e no interior, terão concentração de pessoas.

No Estado do Pernambuco a Polícia Civil, os enfermeiros, trabalhadores portuários e mais 45 categorias não vão trabalhar nesta sexta-feira (28). 16 municípios estão confirmados e no Recife a concentração dos manifestantes está marcada às 14h na Praça do Derby. No Estado de São Paulo serão pelo menos 16 atos com a adesão de mais de 90 categorias.

A última greve geral como a de hoje foi em junho de 1996, quando as forças sindicais protestaram pela manutenção dos direitos dos trabalhadores e contra as políticas econômicas do então presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC).

No total, desde a redemocratização, as centrais sindicais fizeram cinco grandes convocações com a proposta de paralisar o Brasil. A maior foi em 1989, quando 35 milhões de trabalhadores teriam cruzado os braços pelo país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES