16 abril 2017

Henrique Baltazar acredita que governo estadual desistiu de fechar Alcaçuz

 
O governador Robinson Faria (PSD) pode voltar atrás na decisão de fechar a penitenciária de Alcaçuz até o final do ano, conforme prometeu no auge da guerra de facções em janeiro passado. “Foi uma resposta emocional do governador naquela ocasião. Seria uma péssima ideia [fechar o presídio]. Seria repetir o mesmo erro que ocorreu no fechamento da João Chaves [penitenciária da zona norte da capital] sem tem lugar para colocar os presos”, declarou o juiz da Vara de Execuções Penais de Natal, Henrique Baltazar, em entrevista à TV Tropical neste domingo (16).

O magistrado lembrou que o governo estadual já gastou R$ 3 milhões na recuperação de Alcaçuz desde que a crise prisional eclodiu este ano. “Depois dessa reforma, o presídio está ficando muito bom. Quando a reforma for concluída, Alcaçuz será um excelente presídio”, atestou Baltazar.

O governador Robinson Faria nunca mais falou no fechamento do presídio, e assessores que cuidam da segurança já admitem que a unidade vai continuar funcionando.

Segundo Henrique Baltazar, o governo espera concluir quatro novas unidades prisionais nos próximos meses, entre as quais, a do município de Ceará-Mirim.

O magistrado defende a tese de criação de 20 pequenas unidades prisionais espalhadas por todo o Estado, com capacidade para até 100 presos. “Desta forma, o governo teria maior controle do sistema, porque já está comprovado que as facções só prosperam em grandes presídios”, disse Henrique Baltazar.

Nominuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário