Ministro Gilmar Mendes manda soltar empresário Eike Batista

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar o empresário Eike Batista. A prisão foi decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, como resultado da Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato. Em sua decisão, Mendes argumentou que o perigo que Eike oferece à ordem pública ou à instrução do processo "pode ser mitigado por medidas cautelares menos gravosas do que a prisão". Entre as medidas cautelares sugeridas por ele estão a prisão domiciliar ou o monitoramento por tornozeleira eletrônica. O ministro do STF também alegou que os crimes que Eike teria cometido "estariam ligados à atuação de um grupo político, atualmente afastado da gestão pública". No início do mês, Mendes já havia negado um pedido de liberdade feito pela defesa do empresário. Outros dois habeas corpus foram negados por outras instâncias da Justiça anteriormente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES