08 abril 2017

Seis detentos são mortos em presídio de Manaus; segurança é reforçada

Seis detentos da UPP (Unidade Prisional de Puraquequara), em Manaus, foram encontrados mortos nesta sexta (7). As circunstâncias das mortes ainda serão apuradas. Segundo a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), não houve motim ou rebelião na unidade.

As vítimas foram identificadas como Janderson Araújo da Silva –conhecido como Boca Rica–, Leonardo Almeida de Souza, Marcos Henrique Neves de Lima, Felipe Gonçalves Marques, Tiago de Araújo, Felipe Xavier Oliveira.
Ainda de acordo coma Seap, os outros detentos não apresentaram oposição às forças policiais, reivindicações e nem danos ao patrimônio público. Após as mortes, a Polícia Militar foi acionada para reforçar a segurança no presídio. Policiais civis também foram para o local parar interrogar os detentos.
A UPP registrou em 2 de janeiro a morte de outros quatro detentos. Os crimes aconteceram após o início de uma rebelião que durou 17 horas em outro presídio, o Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), que terminou com a morte de 56 presos na unidade.
O episódio desencadeou uma crise em penitenciárias do país. Ainda no Amazonas, houve uma outra rebelião alguns dias depois na cadeia de Raimundo Vidal Pessoa, deixando mais quatro mortos. Logo em seguida, três corpos foram encontrados em mata ao lado do Compaj. Com isso, foram contabilizadas 67 mortes em presídios do Estado na ocasião.
FOLHA

Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz4deyhGy9S

Nenhum comentário:

Postar um comentário