Temer exalta governo: 'Eu acho que não cometi nenhum erro. Eu cometi acertos'

Foto: Marcelo Casal Jr. / Agência Brasil
Há pouco menos de um ano à frente do comando do país, o presidente Michel Temer (PMDB) avalia que tem sempre agido da maneira correta. O peemedebista exaltou o apoio do Congresso e disse ser incapaz de vislumbrar qualquer equívoco atribuído ao seu governo. "Eu acho que não cometi nenhum erro. Eu cometi acertos. E acertos derivados de muita coragem, com toda a franqueza. Até mais do que coragem, ousadia", declarou em entrevista à Folha e S. Paulo. A declaração engloba o rechaçado discurso no Dia Internacional da Mulher quando Temer disse, em rede nacional, que as mulheres examinam melhor os preços no supermercado (lembre aqui). Nesse caso, Temer acredita que foi mal-interpretado. "A mulher, disse eu, tem uma posição importantíssima no país. Ademais, queria falar de economia. Nunca vi uma entrevista em supermercado em que não se entrevistasse uma mulher. Essas informações chegam ao ouvido de todos. E completei: hoje, a mulher assume cargos de direção e executivos nas grandes empresas", salientou, acrescentando que o equívoco partiu daqueles que não leram o discurso por inteiro, apenas o trecho destacado na mídia. O presidente também não vê como falha da sua gestão a condução do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, que se demitiu após ser acusado de pressionar o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, para liberar a construção de um prédio em Salvador. "Equivocado foi alguém entrar na sala do presidente e gravá-lo. Esse é um ato de uma gravidade extraordinária, que não vi registrado, confesso a você. O Geddel, quando soube dos episódios, durou uma semana e ele pediu pra sair", respondeu ao jornal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES