Cunha nega ter silêncio comprado por Joesley

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou que não teve seu silêncio comprado pelo empresário empresário Joesley Batista, tampouco pediu ou recebeu qualquer pedido do presidente Michel Temer, segundo divulgado pelo jornal O Estado de São Paulo, no blog Fausto Macedo.

Em carta escrita à mão, datada de quinta-feira, Cunha diz: “Estou exercendo meu direito de defesa e não estou em silêncio e tampouco ficarei”. O documento foi divulgado por seu advogado, Rodrigo Rios, neste sábado.

Desde março o ex-presidente da Câmara está preso no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, após ser condenado por três crimes na Operação Lava Jato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES