Janot diz que Temer deu ‘anuência’ a pagamento de propina a Cunha

 
  O presidente Michel Temer (PMDB) tratou, em conversa com o empresário Joesley Batista, dono da JBS, da situação do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB), preso preventivamente em Curitiba pela Operação Lava-Jato.
Joesley, que gravou o diálogo com Temer, questionou o presidente sobre a relação com Cunha. Temer afirma que o ex-deputado “resolveu fustigar” ao enviar perguntas, no âmbito de um dos processos que correm na Justiça Federal do Paraná, que relacionavam o presidente com réus e condenados da Lava-Jato. As informações foram antecipadas com exclusividade pelo colunista Lauro Jardim, do GLOBO.
Em outro momento, o empresário afirma que “está de bem com o Eduardo”. Temer diz: “Tem que manter isso, viu?”. Joesley emenda: “Todo mês, também”. E Temer responde: “É”. Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma que os dois estão tratando do pagamento de propina a Cunha e que Temer deu “anuência” a esses repasses.

Fonte: Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES