14 maio 2017

PSB: punidos avaliam entrar na justiça

  
Deputados do PSB que perderam o comando de diretórios estaduais do partido por terem votado a favor da reforma trabalhista do governo Temer avaliam entrar na Justiça para reconquistar os postos. A destituição deles foi decidida pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira (foto), por eles terem desobedecido ao fechamento de questão da Executiva nacional da legenda contra as reformas do Planalto.

A própria líder do partido na Câmara, Tereza Cristina, foi uma das punidas. Ela perdeu o comando do PSB no Mato Grosso do Sul. Danilo forte também penalizado da mesma forma no Ceará.

Os punidos estão divididos. Parte deles defende que o processo seja “menos traumático”. Acreditam na retomada do diálogo com a presidência do partido, apostando que a medida pode ser revista sem a necessidade de intervenção pela Justiça. Outros dizem que não há precedente legal para o afastamento e que a Justiça resolverá rapidamente a questão.
 
Fonte:Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário