QUINTA VEZ CITADO: Doleiro diz que Henrique Alves também recebeu propina de dinheiro desviado do FGTS

 
* BG - Lúcio Funaro, doleiro e braço direito de Eduardo Cunha, além de delatar o presidente Michel Temer, contou ainda que pagou propina a Henrique Alves por operações no FI-FGTS e que o ex-ministro fazia a interface com Michel Temer, assim como Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima.

Embora não tivesse relacionamento próximo com Temer, Funaro contou que esteve com o presidente pelo menos três vezes: uma na base aérea em São Paulo, juntamente com Cunha; outra vez num comício em Uberaba, juntamente com Cunha e Ricardo Saud, e numa reunião de apoio a Chalita, numa igreja em São Paulo, juntamente com os bispos Manoel Ferreira e Samuel Ferreira.
Como citado anteriormente, Funaro estima ter arrecadado cerca de R$ 100 milhões para o PMDB e partidos coligados nas campanhas de 2010, 2012 e 2014.
É o quinto delator da Lava Jato, Odebrechet, OAS e JBS que cita o nome do potiguar Henrique Alves como tendo recebido propina de dinheiro desviado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES