Desemprego fica em 13% em junho e atinge 13,5 milhões de brasileiros, diz IBGE

Dados divulgados nesta sexta-feira, 28, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua, apontam que o desemprego ficou em 13% no trimestre encerrado em junho. No período, o Brasil tinha 13,5 milhões de desempregados.

Segundo o IBGE, houve recuou 0,7 ponto percentual em relação ao trimestre de janeiro / março de 2017 (13,7%), embora mantendo-se 1,7 ponto percentual acima da taxa do mesmo trimestre móvel de 2016 (11,3%). Foi o primeiro recuo estatisticamente significativo dessa taxa desde o trimestre outubro / dezembro de 2014.

A população ocupada (90,2 milhões no trimestre) cresceu 1,4% (mais 1,3 milhão de pessoas) em relação ao trimestre janeiro-março de 2017, mas recuou 0,6% (menos 562 mil pessoas) em relação ao mesmo trimestre móvel de 2016. O nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) foi estimado em 53,7%, com alta de 0,6 ponto percentual frente ao trimestre janeiro-março de 2017, (53,1%) e queda de -0,9 ponto percentual em relação ao mesmo trimestre móvel de 2016.

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (exclusive trabalhadores domésticos) foi de 33,3 milhões de pessoas, mantendo-se estável frente ao trimestre anterior (janeiro a março de 2017) e recuando -3,2% em relação ao mesmo trimestre móvel de 2016 (- 1,1 milhão de pessoas com carteira assinada). O rendimento médio real habitual das pessoas ocupadas (R$ 2.104) ficou estável frente ao trimestre janeiro / março de 2017 (R$ 2.125) e, também, em relação ao mesmo trimestre de 2016 (R$ 2.043). A massa de rendimento real habitual das pessoas ocupadas (R$ 185,1 bilhões) ficou estável em ambas as comparações.

Fonte: Jornal de Fato, via IBGE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES