Rodrigo Maia diz que 'sempre' vai ser 'leal e correto' com Temer

Presidente da Câmara assumiria o governo em eventual queda de Temer. Nesta quinta, presidente do PSDB disse que Maia reúne condições para dar governabilidade ao país.
 
Maia reafirma apoio ao governo e diz que DEM seria último partido a deixar base aliada

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta sexta-feira (7) que será sempre "leal e correto" com o presidente da República, Michel Temer.

Maia deu entrevista durante viagem oficial a Buenos Aires. Ele é o primeira na linha sucessória e assumiria a Presidência da República em caso de queda de Temer. Essa situação pode ocorrer se a Câmara der prosseguimento à denúncia contra o presidente e o Supremo condenar Temer.

Diante da crise política, integrantes de um dos principais partidos da base, o PSDB, vêm dando sinais de que querem desembarcar do governo. Na quinta-feira (6), o presidente interino da sigla, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), disse que Maia é um nome que poderia unir os partidos e dar governabilidade ao país.
Para Maia, que foi questionado sobre o tema por jornalistas na Argentina, o momento é de "responsabilidade com a democracia e com o futuro do Brasil".

*G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES