População de Serrinha dos Pintos/RN é de 4.841 habitantes, segundo o IBGE

O IBGE divulga ontem 30, as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2017.

Estima-se que o Brasil tenha 207,7 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,77% entre 2016 e 2017, um pouco menor do que a taxa 2015/2016 (0,80%).
 
Pela atual estimativa do IBGE, Serrinha dos Pintos/RN, conta hoje com a população de 4.841 habitantes.

Joesley entrega extrato de depósitos nas ‘contas de Lula e Dilma’

Joesley Batista vai entregar à PGR, amanhã, extratos bancários que mostram todos os depósitos que ele fez nas contas que seriam usadas para guardar propina para Lula e Dilma. As informações são de O Antagonista.

As datas dos depósitos coincidem com a liberação dos empréstimos do BNDES autorizados por Guido Mantega.
É um indício importante para sustentar a tese de que Mantega cobrava propina em nome dos presidentes.
Joesley disse que mostrava pessoalmente o comprovante a Mantega toda vez que fazia algum depósito destinado, segundo ele, a Lula e Dilma.
As contas, porém, serviam apenas para registro da dívida, já que os repasses às campanhas ocorriam no Brasil, num modelo de compensação semelhante ao dólar-cabo.
Como as contas estavam em nome de offshores do próprio Joesley, até agora era praticamente impossível confirmar a versão do dono da JBS.

* BG

Santa Cruz-RN: Justiça proíbe aumento de salário de vereadores

O juiz Romero Lucas Rangel Piccoli, em processo da Vara Cível de Santa Cruz, determinou a suspensão da eficácia da Lei Municipal nº 713/2016 (antes Lei nº 710/2016), que reajustou os salários dos vereadores daquela cidade para a atual legislatura. Com isso, a lei fica suspensa até julgamento definitivo da Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual contra o Município e nove vereadores.

Com a decisão, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz será oficiada, na pessoa do seu presidente, para efetivo cumprimento da decisão, no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária pelo descumprimento, no valor de mil reais, limitada a R$ 50 mil, sem prejuízo de responsabilidade pessoal, administrativa, civil e criminal, em caso de descumprimento.

Deputados cobram melhorias em rodovias de Natal e interior do estado

Os deputados estaduais estão, mais uma vez, cobrando melhorias em rodovias que cruzam o Rio Grande do Norte. Em quatro requerimentos apresentados, os deputados José Adécio (DEM) e Cristiane Dantas (PCdoB) encaminharam as solicitações ao Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER) e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit).

O município de Triunfo Potiguar foi alvo dos pedidos do deputado José Adécio. O parlamentar solicitou ao diretor do DER, Jorge Fraxe, que sejam tomadas providências necessárias para a recuperação da RN-226, entre Triunfo Potiguar e Jucurutu, e também da RN-223, entre Triunfo Potiguar e Assu.

"É imprescindível para o municipalismo que o Governo do Estado desenvolva ações que visem a inclusão e o suprimento de demandas básicas para a população. Assim, as solicitações têm como objetivo oferecer melhores condições de vida à população que trafega pelos trechos, além de contribuir com o comércio e escoamento de produção agrícola", explica José Adécio.

Já a deputada Cristiane Dantas focou seus pedidos para a Grande Natal. A parlamentar solicitou também ao DER a recuperação asfáltica da avenida João Medeiros Filho, que é a RN-302. Segundo ela, o trecho encontra-se em más condições e possui um número expressivo de veículos transitando.

"A recuperação desse trecho trará muitos benefícios aos seus moradores e quem dela precisa, ajudando no escoamento de mercadorias e colaborando ainda com o turismo local", explica a deputada.

Além da João Medeiros Filho, Cristiane Dantas também solicitou providências ao Dnit. A deputada pediu que seja providenciada a recuperação da iluminação da BR-460, nas imediações do trevo de acesso à BR-101 Norte.

"Esta é uma proposição de grande importância, pois o trecho acima mencionado encontra-se com a iluminação prejudicada, quase totalmente apagada. Vale ressaltar que a referida estrada conta com um número significativo de veículos transitando", justifica Cristiane Dantas.

ALRN

MULHER É CONDENADA A PRISÃO POR HOMICÍDIO EM MOSSORÓ-RN

Maria Janicleide da Silva de 34 anos estava em liberdade aguardando o julgamento; mas o juíz decretou a prisão preventiva.
O Tribunal do Júri Popular da Comarca de Mossoró-RN, condenou nesta quinta-feira, 31, a vendedora Maria Janicleide da Silva, conhecida por Branca, de 34 anos, por ter matado a tiros Verbeney Fernandes de Castro, no dia 8 de março de 2011, às 13h, na Rua Farmacêutico Edgar Julião, no bairro Aeroporto II, na companhia de um menor.
A pena imposta a ré foi de 7 anos de prisão. Branca aguardou julgamento em liberdade, porém, ao concluir o tribunal do Júri, o juízo decretou a prisão preventiva.
O julgamento aconteceu no Salão do Tribunal do Júri Popular no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, localizado no bairro Costa e Silva, zona leste de Mossoró.

Jornalista Cesar Alves

FORAGIDO DA JUSTIÇA MORRE AO REAGIR ABORDAGEM DA PM NO PARQUE UNIVERSITÁRIO EM MOSSORÓ-RN


O foragido da justiça Arthur Costa Silva morreu ao reagir a uma abordagem policial e atirar contra Policiais Militares na noite desta quarta feira 30 de agosto de 2017,Parque Universitário em Mossoró em Mossoró no Rio Grande do Norte.
De acordo com as primeiras informações,a Polícia Militar recebeu uma denúncia que uma residência no Parque Universitário que fica localizado as margens da BR 110 logo após o Posto 30 de Setembro estaria servindo de esconderijo de elementos que estavam praticando assaltos na cidade.

Policiais Militares do serviço de inteligência, juntamente com a ROCAM GTO e CIPAM foram até o local indicado.
Quando um policial subiu no muro da casa de imediato já visualizou o elemento armado.

Ao perceber a presença dos policiais,o elemento tentou fugir pulando muros de residências,foi feito um cerco e quando ele avistou os policiais atirou e acabou acertando o Sargento Moura mas a bala ficou no colete.

Os PM's reagiram a injusta agressão e o indivíduo foi alvejado e socorrido pela própria polícia para o Hospital Tarcísio Maia,mas não resistiu a gravidade dos ferimentos.
Ele portava uma identidade falsa em nome de Gabriel Humberto Carvalho de Souza.
Com ele foi apreendido um revolver calibre 38,um colete a prova de balas e um tablete de maconha pesando aproximadamente 800 gramas.
No dia 21 de fevereiro de 2017,Artur foi capturado pela PM quando estava foragido do CDP de Assu (RELEMBRE).
Realmente não da para entender como como um criminoso de alta periculosidade,com envolvimento em homicídios e assaltos já estava na rua de novo.

Fonte: Passando na Hora

Salomão Gurgel perde direitos políticos

Os Desembargadores da Segunda Câmara Cível do TJRN, acompanharam o voto da Presidente/relatora Desembargadora Judite Nunes que votou pela condenação e perda dos direitos politicos dos ex-prefeitos de Janduís, Salomão Gurgel e Cássio Targino de Medeiros. Além da condenação e perda dos direitos políticos, os ex-prefeitos terão que pagar uma multa de 10 vezes o salário que recebiam à época por práticas de improbidade administrativa, por terem feito contratações sem concurso público, exigência constitucional.

Ainda no voto da relatora, ele diz que as contratações foram de forma injustificadas, afrontando aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade na gestão da coisa pública, “também o da eficiência”, frisa a nobre desembargadora Judite Nunes.

Os dois ex-prefeitos também estão impedidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios (e/ou) incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

Via Robson Pires

Desembargador aposentado é preso em operação da Polícia Federal no RN

Francisco Barros Dias está detido no Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Operação Alcmeon foi deflagrada nesta quarta-feira (30).
Foi preso nesta quarta-feira (30), em Natal, o desembargador aposentado Francisco Barros Dias, que atuou no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife. A Polícia Federal cumpriu dois mandatos de prisão abertos contra ele, por meio da Operação Alcmeon, deflagrada no início da manhã. A ação, em conjunto com o Ministério Público Federal, visa desarticular um grupo que explorava a compra e venda de votos e sentenças junto a uma turma do TRF.

Oito mandados de condução coercitiva - quando a pessoa é levada para depor - e 13 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos em Natal, Mossoró e Recife.

O desembargador está detido no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, no bairro Tirol, Zona Leste de Natal. A defesa do desembargador afirmou que não vai se pronunciar até ter acesso à denúncia. O G1 procurou os demais investigados, mas ainda não conseguiu contato com eles.

Por meio de nota, a presidência do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) informa que "não tem conhecimento de qualquer irregularidade praticada no seu âmbito, ressaltando que sempre usufruiu de elevado conceito no meio jurídico brasileiro, tanto por sua seriedade quanto pela celeridade da prestação jurisdicional".

Segundo a PF, o grupo agiu, inclusive, em processos relacionados à Operação Lava Jato, porém detalhes não foram repassados sobre isso. Em entrevista coletiva, os investigadores afirmaram que vinham apurando o caso há dois anos. O esquema existia pelo menos desde 2012.

Os crimes foram descobertos, entre outras razões, por meio da delação de Rychardson de Macedo Bernardo, ex-diretor do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), preso pela Operação Pecado Capital. Políticos também teriam se beneficiado pelo esquema.

Em um primeiro momento, Rychardson procurou os advogados Francisco Welligton da Silva e Ademar Rigueira para comprar os votos no TRF. Segundo os procuradores, ele pagou R$ 250 mil através dos advogados para conseguir um habeas corpus, tendo sido liberado pelo desembargador Francisco Barros Dias.
Um dos mandados foi cumprido em um escritório de advocacia em Natal (Foto: Ítalo Di Lucena/Inter TV Cabugi)

O réu ainda pagou outros R$ 150 mil, em outro momento, para ter bens desbloqueados pelo desembargador Paulo Gadelha, falecido em 2013.

As provas foram colhidas através da quebra do sigilos bancários e telefônicos, além de gravações ambientais.

De acordo com a PF e o MPF, não há provas do envolvimento de outros desembargadores. Ainda segundo os investigadores, Francisco Barros continuou agindo na compra e venda de decisões mesmo após se aposentar. Ele passou a atuar como advogado antes da conclusão do prazo de três anos - conhecido como quarentena - exigido aos magistrados que voltam a advogar depois de deixar a toga.

O desembargador oferecia vantagens a possíveis clientes, com o conhecimento que tinha no TRF. Os procuradores não sabem informar quantas pessoas teriam se beneficiado do esquema.
Operação Alcmeon também cumpriu mandados em Mossoró (Foto: Oscar Xavier/Inter TV Costa Branca)

Alcmeon
O nome da operação faz referência ao personagem da mitologia grega relacionado à traição e quebra de confiança.

Segundo os investigadores, a organização teria atuado perante a Justiça em casos de operações policiais, apelações criminais, ações rescisórias e revisão criminal. Os principais clientes eram políticos.

Em Recife foi cumprido um mandado de condução coercitiva de um servidor público estadual, de 58 anos. O servidor prestou esclarecimentos à PF e foi indiciado pelo crime de corrupção ativa. Ele foi liberado e responderá ao inquérito em liberdade.

Fariam parte do grupo advogados e um desembargador aposentado, que negociariam votos em sentenças criminais para a libertação de presos ou liberação de bens apreendidos em ações penais. Em um caso específico, a pena de um ex-prefeito, que era de 28 anos de reclusão foi reduzida para dois anos e oito meses, e substituída por restritiva de direito.

O esquema criminoso foi desvendado por meio de acordo de colaboração premiada em que um empresário relatou pelo menos duas situações em que teria obtido os benefícios do grupo depois de ter sua prisão decretada e seus bens apreendidos durante uma operação policial deflagrada no estado. O grupo cobraria em média R$ 350 mil pelo serviço, sempre de forma antecipada. Em determinado momento, um dos advogados ligado à organização criminosa teria retido os documentos de veículos de um dos delatores como forma de garantir o pagamento futuro da propina.
Operação Alcmeon também cumpriu mandados em Mossoró (Foto: Oscar Xavier/Inter TV Costa Branca)

G1/RN

Defesa de Lula pede a Moro para liberar bens de Marisa Letícia

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao juiz federal Sérgio Moro que desbloqueie os bens da ex-primeira-dama Marisa Letícia. As informações constam em um processo que trata sobre a apreensão de valores que pertencem ao petista, após a condenação em uma das ações penais da Operação Lava Jato.

Em julho deste ano, Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão por ter recebido um apartamento triplex da OAS, em Guarujá, no litoral paulista. Na sentença, Sérgio Moro considerou que a aplicação de penas contra a ex-primeira-dama era impossível, devido à morte dela, e extinguiu a punibilidade de Marisa Letícia.
Moro determinou que os réus, incluindo Lula, paguem cerca de R$ 10 milhões à Petrobras, a título de compensação financeira pelos desvios que ocorreram na estatal e que teriam gerado a propina ao ex-presidente.

Os advogados de Lula dizem que o juiz não poderia ter bloqueado os bens que pertenciam ao casal, pois eles eram casados com comunhão universal de bens. Segundo a defesa, metade das coisas que pertencem ao ex-presidente também eram de propriedade da primeira-dama. Com a morte de Marisa Letícia, essa parte foi imediatamente separada para ser entregue aos cinco filhos dela.

A defesa também pediu a Moro para liberar valores depositados em poupanças, previdências privadas e valores recebidos de aposentadoria.

Agora, o juiz deverá avaliar os pedidos da defesa de Lula. Caberá a Moro decidir se desbloqueia ou não os bens solicitados pelos advogados. Não há prazo para que a decisão seja tomada.

G1 / Blog do BG

Juiz suspende decreto que extingue reserva nacional na Amazônia

O juiz federal Rolando Valcir Spanholo suspendeu o decreto que extingue a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), assinado pelo presidente Michel Temer nesta segunda-feira, informou a Justiça Federal. A decisão foi publicada no site da Justiça Federal às 16h06 desta terça-feira.

“A 21ª Vara Federal deferiu parcialmente liminar para suspender imediatamente todo e qualquer ato administrativo tendente a extinguir a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), sem a prévia observância da garantia constitucional estabelecida no art. 225, §1º, inciso III, da Lei Maior”, aponta o órgão.

O artigo em questão determina que áreas de proteção ambiental só podem ser alteradas ou suprimidas por meio de “lei, vedada qualquer utilização que comprometa a integridade dos atributos que justifiquem sua proteção”.

A decisão do juiz Spanholo suspende também “eventuais atos administrativos praticados com base no Decreto”. Assim qualquer medida futura com finalidade de extinguir a reserva natural ficaria também automaticamente suspensa.

A decisão atende a uma ação popular contra o presidente Michel Temer, que questionava o ato administrativo que vem gerando controvérsia desde a ultima semana.

Procurado pela BBC Brasil, o Ministério das Minas e Energia disse desconhecer a decisão.

Em nota, a Advocacia-Geral da União (AGU) diz que vai “recorrer da decisão da 21ª Vara Federal do Distrito Federal que suspendeu os efeitos do Decreto 9.142/2017 e dos demais atos normativos publicados sobre o mesmo tema”.

VIA TERRA
Fonte: O Natalense

Comissão debaterá necessidade de tornar permanente o Fundeb

A pedido das senadoras Fátima Bezerra, Lídice da Mata e com o apoio dos senadores Ângela Portela e Elmano Férrer, a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo aprovou, nesta quarta-feira (30), a realização de audiências públicas, nas cinco regiões brasileiras, para debater a permanência do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação- FUNDEB. O primeiro debate já está programado para o próximo dia 12 de setembro, no Senado, e contará com a presença do ex-ministro da Educação Fernando Haddad, em cuja gestão foi instituído o Fundeb.
Em 2020, termina o prazo de vigência do Fundeb. Por isso, a senadora Lídice da Mata apresentou a PEC 24/2017, que torna permanente o FUNDEB. A proposta é relatada pela senadora Fátima Bezerra, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.
Fátima destacou a importância da Comissão debater o tema. “Como pensar em desenvolvimento regional sustentável, com justiça social, se a gente não cuidar daquilo que é estruturante, essencial e básico, que é a educação do nosso povo; a educação das nossas crianças e jovens? Queremos fazer do Fundeb uma política permanente, além de aumentar a participação financeira do governo federal junto aos estados e municípios”, explicou.


Situação de calamidade nos presídios do RN é renovada

O Governo do Rio Grande do Norte prorrogou por mais 180 dias a situação de calamidade no sistema prisional do estado. A renovação foi publicada na edição desta quarta-feira (30) do Diário Oficial.

Com a situação de calamidade renovada, fica mantida a adoção de medidas emergenciais que busquem o restabelecimento da normalidade, dentre as quais dispensa de licitação.

O decreto foi assinado pelo governador Robinson Faria e pelo secretário Luis Mauro Albuquerque Araújo, titular da Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc).
 
G1

Sindicato dos jornalistas repudia agressão de Carlos Eduardo

NOTA DE SOLIDARIEDADE
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte se solidariza com o jornalista Alex Costa, repórter da TV Ponta Negra, que nesta terça-feira (29) foi destratado pelo prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, durante o exercício da profissão.
Não é a primeira vez que o excelentíssimo senhor prefeito desrespeita um profissional de imprensa da cidade que governa. O Sindjorn repudia tal atitude repetida vinda de gestor público que deve, por obrigação, dar satisfações à população da cidade que o elegeu.
O Sindicato dos Jornalistas jamais admitirá uma agressão como esta à liberdade de imprensa, vinda de quem quer que seja. Nenhum jornalista merece ser desrespeitado ou atacado durante o seu trabalho de levar informação ao público.
Certamente senhor prefeito, quem tem que criar vergonha na cara, não é o jornalista.
 
Sindjorn

BGE divulga população do país

 
Brasil tem 207.660.929 habitantes, segundo estimativa Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial da União. A data de referência para o levantamento é 1º de julho. Em 2016, a população do país era estimada em pouco mais de 206 milhões habitantes.

O crescimento de 2016 para 2017 foi de 0,77%. São Paulo é o estado mais populoso, com 45.094.866 habitantes, seguido de Minas Gerais, com 21.119.536, e Rio de Janeiro, com 16.718.956. O estado com a menor população é Roraima, que tem 522.636 habitantes.

O Rio Grande do Norte tem uma população em pouco mais de três milhões e meio de pessoas, 3.507.003 um acréscimo em 0,5%. E o quinto estado mais populoso da Região Nordeste.

Entre outros objetivos, as estimativas são usadas para o cálculo das cotas do Fundo de Participação de Estados e municípios. Os dados têm data de referência em 1º de julho e estão organizados por Estados, Distrito Federal e municípios.

IBGE: conheça as maiores cidades do RN

 
No Rio Grande do Norte, a capital Natal tem a maior população, com 885.180 habs, seguida de Mossoró (295.619), maior cidade do interior potiguar, Parnamirim (254.709), São Gonçalo do Amarante (101.492), Macaíba (80.031), Ceará Mirim (73.849), Caicó (68.222), Assú (58.183), Currais Novos(45.228) e São José de Mipibu(43.995) habs.

Observa-se que as cidades mais populosas estão em torno da capital potiguar.

Previdência do RN tem um déficit superior a R$ 1 bilhão, revela secretário

 
Em cumprimento à legislação, o secretário de Estado do Planejamento e Finanças prestou contas aos deputados da Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) da AssembleiaLegislativa, relativa ao 2º e 3º quadrimestres de 2016 e ao 1º quadrimestre de 2017. Os dados sobre o cumprimento das metas fiscais estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) dos referidos períodos foram apresentados pelo secretário Gustavo Nogueira, em audiência pública no auditório da Casa.

O titular da Seplan foi enfático ao detalhar o “exponencial” déficit da previdência, que na sua avaliação é um dos grandes fatores de desequilíbrio das contas públicas, pois as receitas de contribuição dos servidores e patronais tem sido insuficientes. Enquanto de janeiro a agosto de 2016 o valor era em torno de R$ 740 milhões, de janeiro a abril deste ano o déficit está em mais de R$ 1 bilhão (1.010.128.805,34).

Gustavo Nogueira elencou os esforços do Governo para equilibrar receita e despesa e destacou a necessidade de um esforço político para a liberação dos empréstimos solicitados, que na sua avaliação são uma das únicas formas do Estado retomar os investimentos necessários ao desenvolvimento da economia. “Precisamos conter despesas e fazer investimentos para destravar a economia do Rio Grande do Norte. O Estado não pode ter expansão de gastos, a não ser que haja um rápido equilíbrio”, alertou.

De acordo com suas informações, o RN é um dos Estados menos endividados do País e por essa razão não foi contemplado pelo Governo Federal com o perdão de dívidas. “Temos dados de que Estados mais endividados, como a Bahia, por exemplo, tem um alto investimento”, disse.

BANCO DO BRASIL APRESENTA PRAZOS PARA REABERTURA DE 15 AGÊNCIAS DO RN

 
O Banco do Brasil apresentou ao Procon do Rio Grande do Norte um calendário com as datas previstas para reabertura de 15 agências bancárias no interior do estado. Segundo o órgão, elas tinham sido fechadas ao longo dos últimos anos, principalmente por terem sofrido explosões e outros tipos de ataques de quadrilhas criminosas.

Em maio, o Procon abriu procedimento para apurar perdas para a economia dos municípios e dificuldades enfrentadas pelos consumidores para terem acesso aos serviços bancários.

De acordo com o banco, das 15 agências, pelo menos duas já foram reabertas. É o caso do Banco do Brasil de Touros e de Baraúna. Esta segunda, porém, só estará em pleno funcionamento a partir da próxima segunda-feira, 4 de setembro. Na lista, há unidades que só serão reabertas em novembro de 2018.

No caso de São Miguel que teve a agência explodida na madrugada do dia 01º de junho deste ano, a previsão do órgão é que a reabertura da agência só ocorra no dia 31 de outubro.

Com a apresentação do calendário, o procedimento aberto do Procon ficará suspenso. De acordo com a coordenação do órgão, as datas serão acompanhadas e, caso sejam descumpridas, a fiscalização poderá realizar autos de constatação, com possível penalidade de multa.

Veja abaixo, o nome das cidades e o prazo para abertura das agências:

Touros - Reaberta
Baraúna – Já aberta e com funcionamento a partir de 04/09/2017
São Paulo do Potengi - 20/09/2017
Umarizal - 30/09/2017
São Miguel - 31/10/2017
Acari - 01/11/2017
Florânia - 13/11/2017
São José do Campestre - 30/11/2018
Tibau do Sul - 30/11/2018
Santana do Matos - 06/12/2017
Lajes - 30/12/2017
Gov. Dixcept Rosado - 10/01/2018
Caraúbas - 16/01/2018
João Câmara - Previsão 30/03/2018
Monte Alegre - 30/03/2018

São Pedro/RN vive madrugada de terror

Foi pouco mais de meia hora de muitos tiros de armas de diversos calibres em plena rua da cidade. Bandidos fortemente armados explodiram o Caixa Eletrônico do Bradesco que, ao que parece, não tinha dinheiro, e, em seguida, saíram espalhando terror, especialmente na Avenida Francisco Cabral.
O prédio dos Correios foi explodido e prédios públicos como delegacia e Câmara de Vereadores, foram alvos de tiros. Além disso há informações de que casas e comércios localizados próximos, foram atingidos pelos bandidos.
Após as duas grandes explosões e muitos tiros, os bandidos fugiram com destino ignorado e a população foi às ruas conferir os estragos. Nas redes sociais toda a situação foi acompanhada com terror e indagações da população que não sabia o que estava ocorrendo.

Fonte: Jair Sampaio

Em São Paulo, teatro fica lotado para palestra de Rogério Marinho

Relator da modernização das leis trabalhistas, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB) realizou palestra em São Paulo ontem quarta-feira (30), no Teatro do Sesi-SP, localizado no Centro Cultural Fiesp. Durante o seminário, o parlamentar disse que o projeto teve como principal objetivo ajudar os milhões de brasileiros que estão desempregados a voltar ao mercado de trabalho. O evento foi promovido pela Fiesp e Ciesp.

“Esta é uma lei feita a favor do país, mas principalmente mesmo a favor daqueles que estão à margem, sem emprego, precarizados”, disse o parlamentar durante sua palestra. Rogério Marinho começou sua apresentação relatando a reforma trabalhista alemã iniciada em 2005, que permitiu um crescimento exponencial do emprego. O contraponto foi a França, que não se modernizou e amargou desemprego.

Setembro vem com gás de cozinha mais caro

A Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (ASMIRG-BR) distribuiu nota informando sobre a previsão de aumento do gás de cozinha, previsão apontada pelas companhias distribuidoras para setembro.

Em documento encaminhado ás revendas, o anuncio refere dois aumentos, um da Petrobras, tomado como certo de 15%, e o segundo, das próprias companhias distribuidoras, referente a futuros acordos coletivos que irão entrar em negociação.

“O aumento da Petrobras, embora praticado no preço de compra das companhias, chega no mesmo percentual no preço de vendas das distribuidoras.

Considerando real o anúncio divulgado que a Petrobras coloca um aumento de 15%, refere-se a uma correção equivalente a R$ 2,25, mas seguindo as mesmas formas adotadas nos últimos aumentos pelas distribuidoras, o aumento real que as revendas terão é de R$ 6,25″, aponta o presidente da ASMIRG-BR, Alexandre Borjaili.

Considerando as médias dos anos anteriores nesta mesma época, o aumento devido a futuros acordos coletivos, antecipados, chega de 10% do preço de compra da revenda.

As revendas e o consumidor brasileiro devem sentir um aumento no preço do botijão de gás de cozinha nesta realidade próximo dos R$ 12, sem contar os valores arredondados a mais pelas distribuidoras, justificados por ser um preço livre e necessidades de ajustes de custos.
“A ASMIRG-BR alerta para o risco deste aumento, inicialmente suposto em 15% pela Petrobras que equivale a R$ 2,25, mas por tratarmos de um preço livre, sem interferência do Estado Brasileiro, estes valores, com muito otimismo, deve chegar a R$ 10 para nossas revendas”, conclui o presidente.

Governo do RN vai sacar mais R$ 25 milhões do Fundo Previdenciário

O Governo do RN vai pegar mais R$ 25 milhões do Fundo Financeiro (FUFIR) para cumprir com obrigações previdenciárias. A autorização foi dada pela Assembleia Legislativa, em votação tranquila (regime de urgência), com raras exceções contrárias.

Apenas os deputados Kelps Lima (SDD) e Fernando Mineiro (PT) se manifestaram contra a autorização, criticando a postura do governo.Com o novo saque, o Fufir ficará com saldo de R$ 348 milhões.

Os saques do Fufir foram iniciados no finalzinho do governo Rosalba Ciarlini (PP). Na época, o fundo tinha mais de R$ 1 bilhão. O governo Robinson Faria (PSD) seguiu sacando para pagar os aposentados e pensionistas. O último saque havia sido feito em janeiro deste ano, de R$ 51 milhões.

O Tribunal de Contas (TCE-RN) reagiu e determinou, em dezembro de 2015, que os recursos fossem devolvidos em 2016, mas a Assembleia Legislativa aprovou um projeto de lei que autorizou a devolução em 2020.

Congresso não conclui votação que revisa metas fiscais e Orçamento 2018 não muda

Por falta de quórum, o Congresso Nacional não concluiu a votação do projeto que revisa as metas fiscais de 2017 e 2018 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Por falta de quórum, o Congresso Nacional aprovou na madrugada de hoje (31) o texto-base, mas não concluiu a votação do projeto que revisa as metas fiscais de 2017 e de 2018 para um déficit de R$ 159 bilhões. O texto principal que previa alteração nos déficits fiscais dos dois anos chegou a ser aprovado, mas como a sessão se prolongou pela madrugada, o quórum mínimo necessário para prosseguimento da votação, que analisava cinco destaques, não foi alcançado.

Com a derrota, o governo será obrigado a enviar hoje o projeto de lei do Orçamento de 2018 com o déficit de R$ 129 bilhões, menor do que as expectativas atualizadas pela equipe econômica. Caso o projeto tivesse sido aprovado por completo, o Executivo estaria autorizado a enviar a nova meta fiscal de acordo com o ajuste na Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Uma nova sessão do Congresso está marcada para a próxima terça-feira (5), às 19h, para que os parlamentares terminem de apreciar os últimos dois dos cinco destaques feitos ao texto.

RN registra 33 assassinatos no fim de semana e ultrapassa 1.600 no ano

   
O Rio Grande do Norte teve o final de semana mais violento deste ano. Mais de 30 pessoas foram mortas entre a última sexta-feira (25) e o domingo (27).
Comparativo mostra crescimento de mais de 27% no número de assassinatos.
Segundo dados repassados pelo Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO), neste final de semana o estado foi palco para 33 assassinatos.
Desse total, dez foram em Natal; quatro em Extremoz; três em Tangará; dois em Canguaretama, São Gonçalo do Amarante, e São José do Mipibu, cada; e um em outros dez municípios do interior.
Os casos foram notificados em Brejinho, Florania, Lagoa Salgada, Macaíba, Monte Alegre, Mossoró, Parelhas, Parnamirim, Patu e Santo Antônio. Na sexta, forma 11 mortes, dez no sábado, e 12 no domingo.
Ainda de acordo com o Obvio, 30 crimes foram praticados com arma de fogo e outros três com arma branca; sendo que do total 32 vitimaram homens e apenas um resultou na morte de mulher.
1.622 assassinatos
Os casos fizeram o território potiguar somar 1.622 assassinatos entre 01 de janeiro e 27 de agosto deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 1.273; contra 1.048 em 2015; e 1.200 em 2014.
Mulheres mortas
Os dados do Obvio dão conta também de 94 mulheres mortas no estado neste ano, sendo 27 caracterizadas como feminicídios, ou seja, assassinato de mulher com característica de violência doméstica e/ou de gênero. No ano passado foram 67 mulheres mortas, sendo 26 feminicídios; contra 74 crimes em 2015, sendo 17 feminicídios.

Lula avisa que vai “regulamentar os meios de comunicação”

Passavam de 20h33 quando o ex-presidente Lula (PT) programação da “Caravana Lula Pelo Brasil” em Mossoró e no Rio Grande do Norte, ao lado da Estação das Artes Eliseu Ventania, centro da cidade.

Em seu discurso, além de pregar luta política contra as forças conservadoras, desfia um elenco de realizações à era PT, prometeu:

- Eu vou regulamentar os meios de comunicação desse país.

Segundo ele, essa será uma medida imprescindível para controle da imprensa e salvaguarda da ordem democrática, contra linchamento da honra dele, por exemplo, que afirmou não ter nada de ilegal em sua vida pública.

- Nós vamos retomar esse país – assegurou, sob aplausos e gritos efusivos da plateia.

Do Carlos Santos

Temer viaja nesta terça para a China em busca de interessados em concessões

O presidente Michel Temer viajará na manhã desta terça-feira (29) para a China. Ele aproveitará o período no exterior para buscar investidores interessados no pacote de concessões e privatizaçõesanunciado pelo governo na semana passada.

Ao todo, Temer passará cerca de dez dias fora do Brasil. Na China, ele fará visita de Estado e se reunirá com empresários, em Pequim, além de participar da 9ª Cúpula do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), em Xiamen.

No período em que Temer estiver na China, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), exercerá de forma interina a Presidência da República.

Busca por investidores
Ao conceder entrevista à TV estatal chinesa CCTV, Temer destacou que pretende aproveitar a viagem para apresentar o pacote de concessões e privatizações. Um dos exemplos citados pelo presidente foi a privatização da Eletrobras, estatal do setor elétrico.

"Esperamos que a China possa se interessar de participar desses eventos, dessas concessões que nós vamos fazer, para se trazer naturalmente capital para o Brasil", disse.

Na semana passada, o conselho do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), órgão responsável pelas concessões no governo federal, aprovou uma lista com 57 ativos que podem ser ofertados à iniciativa privada.

Além da Eletrobras, entraram na relação do PPI, por exemplo, a Casa da Moeda, terminais portuários, rodovias, linhas de transmissão e aeroportos, entre os quais o de Congonhas (São Paulo).

*G1

Em Mossoró Lula termina roteiro pelo RN recebendo título de Doutor Honoris Causa da Uern

Mossoró/RN
O ex-presidente Lula terminou em Mossoró a sua passagem pelo Rio Grande do Norte.

Depois de agenda em Currais Novos, e paradas em Florânia, Jucurutu, Campo Grande e Upanema, Lula subiu no palanque montado na Estação das Artes, em Mossoró, onde fez mais um comício.

Foi em Mossoró que a caravana de Lula constatou o maior público de todo o roteiro até agora que inclui cidades da Bahia, Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

De Mossoró, onde recebeu da UERN o título de Doutor Honoris Causa, Lula segue para o Ceará, Piauí e Maranhão.

Fonte: Thaisa Galvão

MINISTRA DO STF ABRE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR JOSÉ SERRA

 
A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber decidiu autorizar abertura de inquérito para investigar o senador José Serra (PSDB-SP) pelo suposto crime eleitoral de caixa dois. O pedido de abertura foi feito pelo procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, com base nas delações da empresa JBS. A decisão foi assinada no dia 18 deste mês.

De acordo com a PGR, em um dos depoimentos de delação, Joesley afirmou ter "acertado pessoalmente com o senador José Serra" uma contribuição de R$ 20 milhões para a campanha presidencial de 2010, dos quais R$ 13 milhões foram repassados como doação oficial e aproximadamente R$ 7 milhões, via caixa dois, por meio de notas fiscais fraudulentas.

Em nota divulgada por meio de sua assessoria, Serra afirmou que não houve irregularidades financeiras em sua campanha."O senador José Serra reitera que todas as suas campanhas eleitorais foram conduzidas dentro da lei, com as finanças sob responsabilidade do partido. E sem nunca oferecer nenhuma contrapartida por doações eleitorais.", diz a nota.

CÁRMEN LÚCIA PEDE MANIFESTAÇÃO DE GILMAR MENDES SOBRE PEDIDO DE SUSPEIÇÃO

 
 A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, pediu ontem (28) que o ministro Gilmar Mendes se manifeste sobre o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para impedi-lo de continuar atuando no processo no qual concedeu liberdade ao empresário Jacob Barata Filho.

Na semana passada, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou ao Supremo que o Gilmar Mendes tem vínculos pessoais com o empresário e não pode atuar no caso. A mesma argumentação é usada para tentar impedir o ministro do STF de julgar o ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) Lélis Teixeira. Ambos são investigados na Operação Ponto Final, que apura suspeitas de corrupção no sistema de transporte público do Rio de Janeiro.

Gilmar Mendes foi padrinho de casamento da filha de Barata Filho. Após a chegada do pedido de suspeição ao STF, a assessoria do ministro informou, em nota, que o contato dele com a família de Barata Filho ocorreu apenas no dia do casamento. Além disso, segundo os assessores, o fato não se enquadra nas regras legais que determinam o afastamento de um magistrado para julgar uma causa em função de relação íntima com uma das partes.

“O contato com a família ocorreu somente no dia do casamento. Não há relação com o paciente e/ou com os negócios que este realiza. Já há entendimento no Supremo Tribunal Federal que as regras de suspeição e impedimento do novo Código de Processo Civil não se aplicam ao processo penal. Ademais, não há tampouco amizade íntima com os advogados da presente causa”, informou a assessoria de Gilmar Mendes na ocasião.

DELAÇÃO: Fred Queiroz revelou milhões em dinheiro vivo para campanha de Henrique Alves

O empresário Fred Queiroz, preso na Operação Manus, afirmou, em delação premiada, que o ex-ministro dos governos Dilma e Temer, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) comprou apoio de lideranças políticas nas eleições de 2014 com R$ 7 milhões, em espécie, no primeiro turno, ao governo estadual do Rio Grande do Norte. No relato dele sobre o segundo turno, Fred admitiu ter usado R$ 4 milhões dos R$ 9 milhões que recebeu, por meio de sua empresa, também para angariar aliados a Alves. Como forma de corroboração do relato, o delator entregou planilha com o detalhamento da aquisição, recebimento e distribuição dos recursos aos vereadores, prefeitos e deputados estaduais que apoiaram o ex-parlamentar na candidatura ao Governo do Rio Grande do Norte em 2014. A Manus, deflagrada no Rio Grande do Norte para apurar fraudes de R$ 77 milhõesna construção da Arena das Dunas, prendeu o ex-ministro em 6 de junho.
O Estadão teve acesso ao termo, homologado entre o empresário, o Ministério Público Estadual e a Procuradoria da República do Rio Grande do Norte, na quinta-feira, 24.
Fred Queiroz relatou que os articuladores da campanha de Henrique Alves ao governo potiguar ‘precisavam de R$ 10 a R$ 12 milhões para a campanha e que os valores seriam destinados à compra de apoio político’.
Na ocasião, segundo o delator, o ex-ministro respondeu que não dispunha dos recursos, mas que ‘tentou viabilizar’ com a Odebrecht e a JBS o montante de R$ 7 milhões.
Por volta do dia 28 de setembro, conforme consta no documento, “chegaram de R$ 5 a R$ 7 milhões de reais provenientes da pessoa de ‘Joesley’; e que esses valores não foram declarados em prestação de contas eleitorais”.
Os R$ 7 milhões, conforme detalhado na delação, foram entregues numa mala a um assessor particular do ex-presidente da Câmara Federal num hotel da Via Costeira, na praia de Ponta Negra, zona Sul de Natal.
“José Geraldo (assessor particular de Henrique Alves), disse que foi com o motorista de Henrique Alves de nome Paulo, pegar os valores com um casal no Hotel Ocean Palace; que esse casal, segundo José Geraldo, veio de Mato Grosso em um avião particular; que o nome do casal foi passado por Arturo Arruda por meio de mensagem de aplicativo; que José Geraldo levou o dinheiro em uma mala para a casa da sogra dele”, consta no depoimento de Fred Queiros aos procuradores da República, Rodrigo Telles de Souza e Fernando Rocha de Andrade.
No dia seguinte, conforme relatado pelo delator, o coordenador geral da campanha de Henrique Alves no interior do Rio Grande do Norte, Benes Leocádio (atual presidente da Federação dos Municípios – Femurn), foi ao encontro de José Geraldo com uma listagem dos beneficiados.
Um dos prefeitos que apoiou Henrique Alves recebeu, naquele dia, R$ 27.500,00. Ele acabou sendo preso, horas depois, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) pois não informou a origem do dinheiro.
Já no anexo referente ao segundo turno daquela mesma eleição, Queiroz admitiu que usou sua empresa para receber R$ 9 milhões, dos quais apenas R$ 5 milhões de reais foram destinados a despesas do contrato, como aquisição de gasolina, pagamento de pessoal, aluguel de equipamentos, carro de som, alimentação, estrutura de palco, etc., destinando-se 4 milhões à compra de apoio político.
De acordo com Queiroz, a campanha do ex-ministro de Dilma e Temer ao Governo do Estado em 2014 tinha dois cenários. “A campanha de Henrique Alves em 2014 contava com duas expectativas, a primeira era a de que ele sairia vitorioso, a segunda era a de que haveria disponibilidade de muito dinheiro”, declarou o delator.

Fonte: Blog do BG

SEGUIDORES