Deputado amigo do governador Alckmin chama Doria de traidor

 
Em Natal, prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, João Doria e Flávio Rocha
“O senhor é um traidor. Vou repetir: o senhor é um traidor. E não existe nada pior no mundo do que a traição. O senhor traiu o governador vergonhosamente”, discursou o deputado estadual Campos Machado (PTB).
O governador paulista quer disputar a Presidência, mas vê seu antigo afilhado político em movimentação para tentar se credenciar para a campanha, com viagens frequentes a cidades, especialmente no Nordeste.
“A cidade não tem prefeito. O prefeito é um turista que vem de vez em quando a São Paulo. Ele dizia que era gestor. Ele nunca foi gestor, ele é político. E mais político que nós. Nós somos amadores perto de João Doria, esse é profissional.”
Também se pronunciou o tucano Carlos Bezerra Jr., marido da vereadora Patrícia Bezerra (PSDB), ex-secretária municipal que deixou a gestão Doria após sua ação na cracolândia.
“O prefeito está viajando demais. Está se ausentando demais para receber honrarias e medalhas e homenagens por todo o país”, criticou.
O prefeito disse que a tecnologia permite que se governe à distância, lembrou Bezerra.
“Eu, pessoalmente, sugiro ao prefeito que inverta a lógica. Já que a tecnologia permite essa ação virtual, que o prefeito receba as homenagens de forma virtual e que governe de forma presencial.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES