Homem de confiança do PT, Palocci entrega Lula e Dilma

Palocci cita ‘pacto de sangue’ e diz que Odebrecht deu R$ 4 milhões ao Instituto Lula

Preso há um ano, o ex-ministro Antônio Palocci, homem da mais extrema confiança dos ex-presidentes Lula e Dilma, e do PT como um todo, entregou Lula.

Ouvido hoje pelo juiz Sérgio Moro, na ação que investiga se a Odebrecht deu um terreno e um apRtamento a Lula, Palocci disse que Lula sabia sobre o terreno doado para construção da nova sede do Instituto Lula.

Abaixo um resumo do que Palocci disse:
– Lula tinha um “pacto de sangue” com o empresário Emilio Odebrecht que envolvia um sítio, um prédio de um museu, a ser pago pela empresa, palestras pagas a R$ 200 mil, fora impostos, e uma reserva de R$ 300 milhões em propina, que Lula sabia que se tratava de dinheiro sujo.

– As propinas foram pagas pela Odebrecht para agentes públicos “em forma de doação de campanha, em forma de benefícios pessoais, de caixa um, caixa dois”.

– Foram pagos 4 milhões da Odebrecht para o Instituto Lula.

-Dilma sabia e compactuava com tudo.

No vídeo abaixo, a íntegra do depoimento de Palocci.

Da Thaisa Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEGUIDORES