21 outubro 2017

ANSIEDADE ATINGE 69% DOS DEVEDORES

O percentual de consumidores brasileiros que sofrem de ansiedade por causa de dívidas atrasadas por mais de 90 dias subiu de 60%, em setembro do ano passado, para 69% no mesmo mês deste ano, segundo levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).
Para 52%, o principal efeito colateral da inadimplência é ficar facilmente irritado (52%) e, para 49%, ficar mal-humorado. A cada cem inadimplentes, 45 perdem a vontade de sair e socializar.
A inadimplência afeta a vida profissional, já que 25% dos inadimplentes admitiram ficar mais desatentos e menos produtivos, alta de 9 pontos percentuais em relação a 2016.
Para a auxiliar de serviços gerais Shirley Graciano, o reflexo é a insônia, que atinge 44% dos inadimplentes. Ela conta que gosta de pagar tudo em dia e qualquer atraso a faz perder o sono. “O que mais me preocupa é atrasar o aluguel, mas, se tenho qualquer dívida, fico ansiosa e não consigo dormir”, revela.
A rotina também é alterada. Para 35%, a ansiedade aparece na vontade de comer mais, outros acabam desenvolvendo atitudes contrárias, como perda de apetite (35%) e vontade fora do normal de dormir (36%).

*Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário