21 outubro 2017

Governo conclui 1ª etapa do Programa Água Doce beneficiando 15 mil pessoas

 
O Rio Grande do Norte passa a ser uma referência nacional para a dessalinização de águas, inclusive com a adoção da tecnologia da energia solar. “Estamos oferecendo água de excelente qualidade, dessalinizada e tratada para consumo humano. E ainda vamos fazer o aproveitamento das águas do descarte para a criação de peixes e para a agropecuária”, informou Ivan Junior.

O coordenador nacional do Programa Água Doce, Renato Saraiva disse que “a entrega de cada sistema de dessalinização é o fim de uma obra, mas também o início da operação da estação de tratamento de água e o início de uma nova fase na vida das pessoas que irão dispor de água de qualidade”. Ele também destacou que os sistemas têm gestão compartilhada para sua manutenção pelos governos federal, estadual e municipal e também pelas associações comunitárias.

Evarista Quirino mora e trabalha em Serra Verde há 22 anos. Casada e mãe de três filhos, ela produz mandioca, milho, feijão, caju e castanha numa área de 25 hectares. “Com água de boa qualidade vai melhorar muito para nós. Hoje somos abastecidos por carros pipa. Agora não precisamos mais. Vamos ter água aqui para o nosso consumo e vai melhorar muito para toda nossa comunidade”, afirmou.

Em Serra Verde o ato promovido pelo Governo do Estado reuniu o Secretário Nacional de Recursos Hídricos, Jair Vieira, o coordenador nacional do Programa Água Doce, Renato Saraiva, o presidente da Associação Internacional de Dessalinização (IDA), Emilio Gabbrielli, a vice-presidente da IDA, Shannon Kathleen McCarthy.

O ato na comunidade Serra Verde também foi o encerramento da programação do Congresso Mundial de Dessalinização, reconhecido como o principal evento mundial na área, que ocorreu esta semana em São Paulo.

No evento nacional, o RN participou expondo suas experiências com a política adotada para gerir os dessalinizadores, em parceria com as comunidades, uma referência no país.

O QUE É O PROGRAMA ÁGUA DOCE NO RN
Convênio firmado pelo Governo do Estado com o Ministério do Meio Ambiente, através da Semarh, no valor de R$ 19,9 milhões. A meta é implantar, recuperar e gerir 103 sistemas de dessalinização em comunidades rurais.

Com a entrega dos 68 sistemas, o Governo do Estado finaliza a primeira etapa do convênio beneficiando 15 mil pessoas em 38 municípios em todas as regiões do Estado.

Na segunda etapa do Programa, serão instalados mais 35 sistemas de dessalinização, revitalização da unidade demonstrativa de Caatinga Grande, implantação de duas unidades demonstrativas e mais dois sistemas de dessalinização movidos a energia solar. No total, o PAD vai beneficiar em torno de 30 mil pessoas no RN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário