22 novembro 2017

PF PRENDE EX-GOVERNADORES ANTHONY GAROTINHO E ROSINHA NO RIO

 
Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta quarta-feira mandados de prisão preventiva contra os ex-governadores do Rio Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, ambos do PR.

Eles são acusados, ao lado de outras seis pessoas, de integrarem uma organização criminosa que arrecadava recursos de forma ilícita com empresários com o objetivo de financiar as próprias campanhas eleitorais e a de aliados, inclusive mediante extorsão.

Rosinha foi presa em Campos, e Garotinho, no Flamengo, na zona sul do Rio. O ex-governador já deixou a PF, no Rio. Ele foi para o IML e, agora, está encarcerado numa cela no Corpo de Bombeiros do Humaitá, na zona sul do Rio.

A Vara de Execuções Penais informou que vai enviar um ofício à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), ao delegado e aos Bombeiros para que Garotinho seja transferido para uma unidade carcerária.

A ida para um quartel do Corpo de Bombeiros foi uma decisão do delegado, diante do risco que o ex-governador poderia correr indo para o mesmo presídio onde se encontra Cabral e Picciani. Para o advogado, Carlos Azeredo, foi uma decisão de "respeitar a integridade física do ex-governador".

O ex-secretário Suledil Bernardino do governo de Rosinha também é um dos alvos da operação, que também foi preso. Há ainda um mandado de prisão contra o ex-ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues, presidente nacional do PR. A investigação aponta que ele intermediou o repasse ilícito à campanha do ex-governador em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário